Doze horas na vida de um mendigo



 Autor: Mauricio Garcia

o Mendigo
estendeu suas mãos mãos
na penumbra do dia..

Mastigou gestos de indiferença
encheu seus olhos do muvimento diurno
e descansou à sombra da esquina do seu destino..

Na penumbra da noite
O mendigo
recolheu suas mãos
Cheias de coisa alguma....


Next
Previous
Click here for Comments

0 comentários: